Federação de Andebol quer seleções melhor organizadas para melhores resultados

A Federação Cabo-verdiana de Andebol quer ter uma melhor organização nas seleções nacionais de todas as categorias, no intuito de alcançar melhores resultados no futuro. Esta pretensão surge em jeito de balanço dos Jogos Africanos da Juventude, onde a seleção sub 18 arrecadou uma medalha de Prata.

Em entrevista o Presidente da Federação Cabo-verdiana de Andebol, Nelson Jesus, este mostrou que uma das maiores dificuldades do andebol em Cabo Verde, centra-se no nível de apoios para organizar melhor equipas e seleções nacionais devido a insularidade do país.

Nelson diz que “Por exemplo temos talentos em Santo Antão ou no Fogo que irão continuar a ser talentos locais porque e não é possível que se tenha um seguimento continuo e funcional para que venham a integrar a seleção nacional para que tenhamos uma seleção integral durante um ano. E consequência disto é que quando há provas reunimos a equipa uma semana antes do inicio das competições”, acrescenta. O que não é suficiente para conseguir-se uma boa prestação, conforme salienta o presidente que aponta os recentes bons resultados como prova de que se houver mais investimentos poderá se ter muito melhores resultados.

“Se tivermos investimentos que possibilitem a Federação ter uma seleção funcional em todas as categorias fazendo o acompanhamento, com os treinadores a fazerem o seguimento e que se reunisse sempre teríamos sim muito melhores resultados”, salienta o presidente.

A seleção Nacional sub 18 arrecadou uma medalha de Prata nos Jogos Africanos da Juventude, onde a prestação foi ao mais alto nível, conforme o presidente da Federação, e aproveita para a agradecer a todas as atletas e a toda a comitiva pelo trabalho realizado.

A participação de Cabo Verde nestes Jogos da Juventude foi financiada inteiramente pelo Comité Olímpico Cabo-verdiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *